Segunda-feira, 02 de agosto de 2021

Política

Prefeito diz que se referiu a adversário político ao falar de latidos e não à população

O gestor de Riachão de Jacuípe, Carlos Matos, diz que adversário político fez montagem com vídeo de entrevista. Prefeito avisou que vai processá-lo

Prefeito diz que se referiu a adversário político ao falar de latidos e não à população

Foto: Reprodução Instagram

Por: Rodrigo Meneses no dia 24 de junho de 2021 às 15:53

O prefeito de Riachão do Jacuípe, Carlos Matos (DEM), explicou que as referências a ‘latidos’ durante uma entrevista à rádio Jacuípe AM não foram direcionadas à população da cidade e sim a um adversário político. Durante a entrevista, chegou uma pergunta sobre pagamento de salários e o gestor inicia a resposta dizendo: “tem latidos que não me atingem”. Na sequência, ele afirma que a Prefeitura vem pagando os salários em dia, inclusive com a antecipação do mês de junho, pago nesse período de São João. Representantes dos sindicatos dos servidores municipais de Riachão confirmaram a informação para o Metro1.

“Em nenhum momento faltei com respeito com a população de Riachão. Quem assistir a entrevista completa vai perceber. Me direcionei a um adversário político ligado às gestões passadas. Não quero nem citar o nome dele. Essa pessoa fica montando vídeo nas redes sociais inventando mentiras. Os salários estão em dias”, afirmou o prefeito ao Metro1. 

Carlos Matos informou que já conversou com seus advogados para entrar com uma ação contra o adversário político diante das falsas acusações e disseminação de ‘fake news’. O vídeo editado da entrevista tem circulado nas redes sociais, principalmente na região de Riachão de Jacuípe. 

Em outro trecho da entrevista, o prefeito volta a fazer referência a latidos quando relata um contato recebido pela empresa JBS para a prefeitura ajudar na divulgação de oportunidade de emprego para trabalhar em Chapecó (SC). Os adversários políticos também estariam criticando a iniciativa. 

Dessa vez, ele deixa mais clara a referência aos adversários. “Eu estou proporcionando oportunidade de emprego, mas, se não quiserem, eu digo tudo bem. E aviso à JBS que os adversários estão dizendo que eu quero mandar o povo embora de Riachão. Proposta com moradia, salário digno, mas é assim mesmo. Continuem latindo, só não deixem de latir porque se vocês deixarem de latir, vocês me esquecem. E eu não quero que vocês me esqueçam”, disse o prefeito em entrevista à rádio. 
 

Prefeito diz que se referiu a adversário político ao falar de latidos e não à população - Metro 1