Domingo, 24 de outubro de 2021

Política

Aras nega omissão diante de ataques de Bolsonaro e diz não fazer política na PGR

Procurador-geral, por outro lado, se contrapôs ao presidente ao fazer defesa pública do atual sistema de votação

Aras nega omissão diante de ataques de Bolsonaro e diz não fazer política na PGR

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Por: Metro1 no dia 19 de agosto de 2021 às 08:19

O procurador-geral da República, Augusto Aras, refutou a tese de que tem sido omisso em relação ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).  "Não houve em nenhum momento nenhuma omissão do procurador-geral da República", afirmou ele em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.

Segundo a publicação, a resposta foi dada por um Aras visivelmente incômodo quando indagado sobre sua atuação à frente do Ministério Público Federal.

De acordo com a Folha, o procurador, por outroa lado, se contrapõe ao chefe do Executivo e faz uma defesa pública do sistema brasileiro de votação pela primeira vez desde que oa mandatário passou a insistir nos ataques às urnas eletrônicas e encampou o voto impresso como sua principal bandeira.

Segundo Aras, a PGR nunca encontrou provas de fraude nas urnas e ainda atestou a legitimidade de todas as eleições. "O procurador-geral da República participou, na minha gestão em especial, de todos os atos pertinentes às eleições, legitimando as eleições", disse, conforme a Folha. 

Para rebater as afirmações de que não age em relação às ameaças golpistas e aos ataques de Bolsonaro à Justiça Eleitoral e a ministros do Supremo, ele afirmou que as críticas vêm de pessoas que não conhecem as leis e que ele só pode se manifestar juridicamente.

"A diferença que pode estar surpreendendo o jornalismo é um procurador que não aceita fazer política, é um procurador que tem o compromisso de cumprir a Constituição e as leis", declarou.

Aras nega omissão diante de ataques de Bolsonaro e diz não fazer política na PGR - Metro 1