Política

STF dá prazo para Senado e Presidência se manifestarem sobre impeachment

Por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, a Presidência da República e o Senado Federal deverão se manifestar sobre o recurso que questiona o rito definido pela Corte para o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. O recurso foi apresentado na última segunda-feira (1) pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). [Leia mais...]

[STF dá prazo para Senado e Presidência se manifestarem sobre impeachment]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 05 de Fevereiro de 2016 ⋅ 16:00

Por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, a Presidência da República e o Senado Federal deverão se manifestar sobre o recurso que questiona o rito definido pela Corte para o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. O recurso foi apresentado na última segunda-feira (1) pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A decisão do Supremo inclui ainda o PCdoB, autor da ação.

A Presidência e o Senado têm até o dia 19 de fevereiro para se manifestarem sobre o impeachment. Em uma segunda etapa, a Advocacia-Geral da União e a Procuradoria-Geral da República também serão ouvidas sobre o assunto e também terão prazo para apresentarem pareceres. Apenas após essas manifestações, Barroso decidirá sobre o recurso. Segundo o ministro, a medida é necessária pela relevância da ação e pela necessidade de se preservar o princípio do contraditório e da ampla defesa.

Em uma segunda etapa, a Advocacia-Geral da União e a Procuradoria-Geral da República também serão ouvidas sobre o tema e também terão prazo para apresentarem seus respectivos pareceres. Apenas após essas manifestações, o ministro Barroso decidirá sobre o recurso. Segundo ele, a medida é necessária pela relevância da ação e pela necessidade de se preservar o princípio do contraditório e da ampla defesa.

Notícias relacionadas

[Ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro deixa a prisão]
Política

Ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro deixa a prisão

Por Matheus Simoni no dia 17 de Setembro de 2019 ⋅ 16:27 em Política

De acordo com a colaboração do ex-presidente da empresa, ele ficará preso em casa com monitoramento de tornozeleira eletrônica

[Após Roda Viva, Temer nega 'golpe': 'Jamais houve isso']
Política

Após Roda Viva, Temer nega 'golpe': 'Jamais houve isso'

Por Juliana Almirante no dia 17 de Setembro de 2019 ⋅ 11:17 em Política

Ex-presidente levantou polêmica nas redes sociais ao usar na TV a palavra "golpe", frequentemente utilizada pela oposição para se referir ao impeachment

[CPMI das Fake News vota plano de trabalho hoje]
Política

CPMI das Fake News vota plano de trabalho hoje

Por Juliana Almirante no dia 17 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Além dos estudos e pareceres técnicos elaborados, a intenção é incluir ferramentas de consulta pública