Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Relator relê parecer pela continuidade de processo contra Cunha no Conselho

Em mais uma sessão do Conselho de Ética da Câmara, na tarde de hoje, o deputado Marcos Rogério (PDT), relator do processo contra o presidente da Casa, Eduardo Cunha, releu o parecer pela continuidade das investigações, por suposta quebra de decoro parlamentar. Após a leitura nesta quarta, o presidente do Conselho de Ética, José Carlos Araújo (PSD), concedeu vista de dois dias úteis para que os deputados analisem o parecer preliminar antes da votação. [Leia mais...]

[Relator relê parecer pela continuidade de processo contra Cunha no Conselho]
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Por Stephanie Suerdieck no dia 17 de Fevereiro de 2016 ⋅ 19:02

Em mais uma sessão do Conselho de Ética da Câmara, na tarde de hoje, o deputado Marcos Rogério (PDT), relator do processo contra o presidente da Casa, Eduardo Cunha, releu o parecer pela continuidade das investigações, por suposta quebra de decoro parlamentar. A expectativa era de que a leitura ocorresse ontem, porém o deputado informou que iria analisar antes o “aditamento” de provas feito pelo PSOL ao documento. “Voto pela admissibilidade da representação, considerando apta tanto a peça inicial, como a juntada de novas imputações às quais acolho como aditamento à inicial e as considero como integrantes desta para todos os fins. E que assim decidindo este conselho, por sua presidência, determine o regular processamento da representação, notificando-se o representado para apresentação de defesa no prazo regimental”, leu o relator.

A reapresentação do parecer se tornou necessária após a anulação, pelo vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão (PP), da votação, em dezembro do ano passado, que aprovou o relatório preliminar de Marcos Rogério pela continuidade das investigações. Após a leitura nesta quarta, o presidente do Conselho de Ética, José Carlos Araújo (PSD), concedeu vista de dois dias úteis para que os deputados analisem o parecer preliminar antes da votação.

Enquanto alguns deputados peemedebistas tentam postergar a votação do parecer do relator, a defesa do presidente da Câmara tenta, em ação no Supremo Tribunal Federal (STF), obter mais tempo para defender o parlamentar junto ao Conselho de Ética. “A defesa tem o direito aos 10 dias e trazer os seus argumentos para eles serem analisados e considerados pelo relator, mas ainda da admissibilidade, porque a abertura de um processo já é uma punição. E é isso que a defesa está querendo levar em consideração. E é isso que a defesa está solicitando”, afirmou o advogado de Cunha, Marcelo Nobre.

Na próxima semana, haverá nova discussão sobre o caso. Cada integrante do conselho e líder partidário terá 10 minutos para se pronunciar. Além disso, o advogado de Cunha, Marcelo Nobre, também poderá se manifestar em defesa do cliente.

 

 

Notícias relacionadas

[Se Deus quiser vou continuar meu mandato, diz Bolsonaro]
Política

Se Deus quiser vou continuar meu mandato, diz Bolsonaro

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Janeiro de 2021 ⋅ 10:05 em Política

Em conversa com apoiadores, presidente ainda responsabilizou governo do Amazonas e prefeitura de Manaus pelo caos na saúde da capital: "Todo mundo me culpa. Tudo sou eu"