Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Política

Após ser denunciado pela PGR, Moro se diz "indignado" e questiona legalidade do processo: "Tempos sombrios"

O ex-juiz foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República por conta do vídeo em que aparece citando o ministro Gilmar Mendes e uma “compra de habeas curpus”

Após ser denunciado pela PGR, Moro se diz "indignado" e questiona legalidade do processo: "Tempos sombrios"

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por: Metro1 no dia 18 de abril de 2023 às 08:00

Atualizado: no dia 18 de abril de 2023 às 09:07

Após a Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentar ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o senador Sergio Moro (União-PR) por conta do vídeo em que ele aparece citando o ministro Gilmar Mendes e uma “compra de habeas corpus”, o ex-juiz se pronunciou em suas redes sociais na última segunda-feira (17). Moro repetiu argumento utilizado anteriormente, afirmando que “o vídeo foi tirado de contexto”, e questionou o devido processo da denúncia.

“Quero registrar com você minha indignação pela denúncia que foi oferecida contra mim pela Procuradoria-Geral da República. Na última sexta, pessoas inescrupulosas publicaram na internet vídeos editados com o único objetivo de me indispor contra o Supremo Tribunal Federal”, iniciou o senador.

Ainda na postagem, Moro afirma que o vídeo estava em um contexto de brincadeira e que em sua fala não há acusações contra nenhum ministro do Supremo Tribunal Federal. Na ocasião que motivou a denúncia, o ex-ministro apareceu falando para outra pessoa "comprar um habeas corpus do Gilmar Mendes".

“Ainda que a fala possa ser considerada infeliz, não contém nenhuma acusação contra qualquer ministro. Sempre tratei o STF com respeito, seja quando elogiei, seja quando, exercendo minha liberdade de expressão, o critiquei”, afirmou na postagem desta segunda-feira (17).

O ex-juiz finaliza questionando o fato de ter sido denunciado três dias após a repercussão do vídeo e não ter sido ouvido previamente. “Estamos em tempos sombrios nos quais a liberdade e o devido processo estão sendo deixados de lado”, finalizou.

Confira o pronunciamento na íntegra: