Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sexta-feira, 12 de julho de 2024

Home

/

Notícias

/

Política

/

Deputados governistas abandonam sessão sobre PL do casamento homoafetivo

Política

Deputados governistas abandonam sessão sobre PL do casamento homoafetivo

Os parlamentares alegaram que o presidente da comissão, Fernando Rodolfo (PL) descumpriu o acordo com a base governista

Deputados governistas abandonam sessão sobre PL do casamento homoafetivo

Foto: TV Câmara/Reprodução

Por: Metro1 no dia 10 de outubro de 2023 às 14:24

Atualizado: no dia 10 de outubro de 2023 às 14:55

Deputados governistas abandonaram, nesta terça-feira (10), a sessão da Comissão de Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família (CPASF) da Câmara dos Deputados durante a votação do projeto de lei que propõe a proibição do casamento homoafetivo.

Após a votação ser aberta pelo presidente do colegiado, Fernando Rodolfo (PL), deputados de base, como Erika Kokay (PT), Pastor Henrique Vieira (Psol) e Laura Carneiro (PSD), alegaram que o parlamentar descumpriu o acordo firmado previamente de usar o encontro apenas para debater o texto. Por essa razão, eles deixaram a sessão.

“O combinado era criar um grupo de trabalho para discutir o texto, buscando um consenso. Agora, a proposta voltou à pauta com uma nova versão, que sequer tivemos tempo de ler”, afirmou Henrique Vieira.

Entenda o PL

No Brasil, o casamento homoafetivo passou a ser reconhecido por decisão unânime do Supremo Tribunal Federal (STF) em 2011. No entanto, o deputado federal Pastor Eurico (PL), relator do projeto de lei, defende que "nenhuma relação entre pessoas do mesmo sexo pode equiparar-se ao casamento ou a entidade família”.

A proposta foi criticada por diversos políticos e estudiosos. Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) declarou que a proibição do casamento homoafetivo no território brasileiro é considerada pela entidade como inconstitucional e discriminatória.