Política

Além de ministro do Turismo, outros três devem entregar o cargo ao governo

Após decisão tomada nesta terça-feira (29), o PMDB anunciou o rompimento com o governo Dilma Rousseff. O diretório nacional do partido tomou iniciativa por aclamação em sessão em um dos plenários da Câmara. Em entrevista à Rádio Metrópole, o presidente estadual do PMDB na Bahia, Geddel Vieira Lima, além da recém-anunciada demissão do ministro do Turismo, Henrique Alves, outros três ministros devem entregar o cargo. [Leia mais...]

[Além de ministro do Turismo, outros três devem entregar o cargo ao governo]
Foto : Luis Macedo/Agência Cãmara

Por Matheus Simoni no dia 29 de Março de 2016 ⋅ 15:51

Após decisão tomada nesta terça-feira (29), o PMDB anunciou o rompimento com o governo Dilma Rousseff. O diretório nacional do partido tomou iniciativa por aclamação em sessão em um dos plenários da Câmara. Em entrevista à Rádio Metrópole, o presidente estadual do PMDB na Bahia, Geddel Vieira Lima, além da recém-anunciada demissão do ministro do Turismo, Henrique Alves, outros três ministros devem entregar o cargo.

"Além do Henrique Alves que já saiu, o ministro Helder Barbalho [Portos] e o ministro Mauro Lopes [Aviação Civil] já estão procurando o governo para comunicar a decisão, assim como o ministro de Minas e Energia [Eduardo Braga]", afirmou. Ainda segundo Geddel, o ministro de Ciência e Tecnologia, Celso Pansera, ainda apresenta resistência à saída do governo e a ministra da Agricultura, Kátia Alves, deve mudar de partido para não perder o cargo no ministério. Segundo o peemedebista, ela não é ligada ao partido e pertencia à "cota da presidente".

Notícias relacionadas