Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sexta-feira, 05 de abril de 2024

Política

Oposição critica ação da base governista na Alba que implodiu candidatura de deputado do PCdoB ao TCM

Apoio a Fabrício Falcão foi anunciado horas após carta de repúdio de dirigentes do partido comunista contra manobra

Oposição critica ação da base governista na Alba que implodiu candidatura de deputado do PCdoB ao TCM

Foto: Divulgação

Por: Metro1 no dia 28 de fevereiro de 2024 às 20:12

Após o repúdio da direção do PCdoB na Bahia contra a manobra da base governista que sepultou a candidatura do deputado Fabrício Falcão ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), a bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) manifestou nesta quarta-feira (28) solidariedade ao parlamentar comunista. 

Falcão não havia reunido as 13 assinaturas de colegas exigidas para assegurar sua inscrição na disputa e nem conseguiu registro através de indicação direta da mesa Diretora da Casa. Na terça-feira (27), cinco governistas que integram o colegiado não compareceram à reunião que iria deliberar sobre a candidatura.

“Nosso compromisso foi até o fim, no sentido de apresentar o nome de Fabrício através da Mesa. Tanto que nossos representantes lá, os deputados Samuel Júnior (Republicanos) e Marcelinho Veiga (União Brasil), estiveram presentes para votar. A ausência de cinco deputados parece muito estranha, pois nunca houve falta de quórum numa reunião de Mesa Diretora”, afirmou o líder da oposição, deputado Alan Sanches (União Brasil).

“É por isso que queremos deixar a nossa solidariedade ao colega de tantos anos de Parlamento. A nossa compreensão é de que ele tinha, ao menos, o direito de concorrer. Mas pelo que a gente percebeu, acabou sendo vetado pelo próprio governo”, acrescentou Sanches. Este mês, a bancada da minoria formalizou a indicação do ex-deputado Marcelo Nilo (Republicanos) para a vaga deixada pelo conselheiro aposentado Fernando Vita.

Horas antes, a cúpula do PCdoB baiano havia anunciado, por meio carta aberta, um boicote à votação que vai definir o novo membro do TCM pela cota da Alba, em resposta à manobra conduzida pela articulação política do governo. "Como se sabe, o PCdoB indicou o respeitado deputado Fabrício Falcão para participar do processo de eleição do Conselheiro do TCM na Assembleia Legislativa (...). A apresentação também foi decorrente de um compromisso do governo", disse a direção do partido, ao lembrar o acordo em que Falcão retirou, há um ano, a candidatura em favor da ex-primeira-dama Aline Peixoto.

"Não somente foi ignorado o acerto em torno da indicação desta vaga, como foi montada uma operação - um verdadeiro rolo compressor - de inviabilização até mesmo a inscrição para a disputa na Assembleia, não permitindo nem o direito democrático do deputado candidatar-se - uma ação absolutamente injustificável, quando se trata de impedir a qualquer custo o protagonismo de um aliado histórico do PT desde 2006, ano em que derrotamos o carlismo na Bahia", destacou partido no comunicado enviado à imprensa.