Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Quinta-feira, 18 de abril de 2024

Política

Ex-comandante do Exército confirma reuniões sobre “minuta do golpe”, afirmam fontes da PF

Depoimento com o ex-comandante do Exército e general da reserva Marco Antônio Freire Gomes durou oito horas

Ex-comandante do Exército confirma reuniões sobre “minuta do golpe”, afirmam fontes da PF

Foto: Alan Santos/PR

Por: Metro1 no dia 02 de março de 2024 às 17:02

Atualizado: no dia 02 de março de 2024 às 17:04

O ex-comandante do Exército e general da reserva Marco Antônio Freire Gomes confirmou à Polícia Federal que presenciou encontros nos quais houve discussões sobre os termos da "minuta do golpe". As informações foram fornecidas à CNN por fontes ligadas à investigação.

Ainda de acordo com a CNN, o depoimento completo do ex-comandante é mantido em sigilo para evitar que as investigações sejam comprometidas. Ele esteve na sede da PF em Brasília (DF) até as duas horas da manhã deste sábado. Até o momento, Freire Gomes foi o investigado com o depoimento mais longo, com oito horas. Houve a oitiva, leitura e após uma revisão de todas as informações. Ele respondeu a todas as perguntas.

Os encontros para tratar da "minuta do golpe" foram citados na delação do ex-ajudante de ordens de Bolsonaro (PL), o tenente-coronel Mauro Cid. Em uma das reuniões citadas, o ex-mandatário teria se reunido com a cúpula do Exército, Marinha e Aeronáutica para discutir detalhes de um possível plano de golpe. Ela teria acontecido enquanto Bolsonaro estava na presidência, após as eleições de 2022.