Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sábado, 15 de junho de 2024

Home

/

Notícias

/

Política

/

Em primeira coletiva, nova presidente defende políticas de preços da Petrobras

Política

Em primeira coletiva, nova presidente defende políticas de preços da Petrobras

A nova presidente da Petrobras se disse honrada em assumir o cargo e lembrou o início de sua carreira na própria empresa

Em primeira coletiva, nova presidente defende políticas de preços da Petrobras

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Por: Metro1 no dia 28 de maio de 2024 às 09:21

A presidente da Petrobras, Magda Chambriard, afirmou estar de acordo com a política de preços adotada pela empresa. A fala foi feita nesta segunda-feira (27), em sua primeira coletiva de imprensa. Ela também avaliou que a estatal deve cumprir seu papel para que seja preservada a estabilidade do mercado interno.

"A Petrobras sempre funcionou acompanhando uma tendência de preços internacionais. Ora um pouquinho mais alta, ora um pouquinho mais baixo. O que é altamente indesejado é você trazer para a sociedade brasileira uma instabilidade de preços todos os dias. A Petrobras sempre zelou por esta estabilidade", destacou Magda.

A atual política de preços dos combustíveis da Petrobras foi adotada em maio do ano passado, abandonando o modelo do Preço de Paridade Internacional (PPI), que vinha sendo adotado há mais de seis anos. Desde 2016, os preços praticados no Brasil se vinculavam aos valores no mercado internacional tendo como referência o preço do barril de petróleo tipo brent, que é calculado em dólar.

Magna também ressaltou que o principal desafio a ser enfrentado pela estatal é  garantir a segurança energética do país ao mesmo tempo em que também precisa enfrentar a questão da transição energética. Ela lembrou o compromisso assumido pela empresa de zerar as emissões de carbono em 2050, estar convicta de que a Petrobras será lucrativa, além da necessidade de buscar diálogo tanto com os acionistas públicos quanto com os privados.