Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Jaques Wagner nega que será secretário no governo de Rui Costa

Em entrevista ao Metro1, o ex-governador e ex-ministro do governo Dilma, Jaques Wagner, negou que será secretário de estado na gestão do governador Rui Costa. Segundo ele, "não há o menor sentido" em assumir esse compromisso, já que ele pretende ficar ao lado de Dilma durante a defesa contra o processo de impeachment. [Leia mais...]

[Jaques Wagner nega que será secretário no governo de Rui Costa]
Foto : Carla Ornelas/GOVBA

Por Matheus Simoni e Matheus Morais no dia 15 de Maio de 2016 ⋅ 19:53

Em entrevista ao Metro1, o ex-governador e ex-ministro do governo Dilma, Jaques Wagner, negou que será secretário de estado na gestão do governador Rui Costa. Segundo ele, "não há o menor sentido" em assumir esse compromisso, já que ele pretende ficar ao lado de Dilma durante a defesa contra o processo de impeachment.

"Eu vou continuar batalhando no PT e ao lado dela nas trincheiras. Não tem o menor sentido eu me deslocar, até porque eu ficaria preso a essa tarefa. Eu agora quero ao lado do presidente Lula ou ao lado da presidenta Dilma circular o Brasil e o interior da Bahia nas campanhas para prefeito", disse Wagner.

"É o melhor momento para a gente mostrar a realidade, defender aquilo que a gente acredita, defender a democracia e defender um projeto social", declarou.

Jaques Wagner também criticou os ministros do presidente interino Michel Temer. "Os caras que estão chegando, mesmo que interino, já estão dando amostra do que é que são, terminando com o Ministério da Cultura e várias coisas. Mas o tempo vai falar mais alto e mulita gente vai cair a ficha", concluiu.

Notícias relacionadas

[Base de Bolsonaro age para minar CPI no Senado]
Política

Base de Bolsonaro age para minar CPI no Senado

Por Augusto Romeo no dia 13 de Abril de 2021 ⋅ 08:40 em Política

Aliados do governo preparam ofensiva, e ala do STF tenta maioria para que comissão só precise ser instalada após fim da pandemia