Política

Câmara dos Deputados cassa mandato de Eduardo Cunha

A Câmara dos Deputados decidiu, no fim da noite desta segunda-feira (12), cassar o mandato de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) como deputado federal. O plenário da Casa votou o parecer aprovado no Conselho de Ética que pedia a cassação do mandato do peemedebista. Cunha foi considerado culpado por ter, segundo os deputados, mentido em depoimento na CPI da Petrobras sobre a existência de contas no exterior.[Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Lula Marques/Agência PT

Por Matheus Simoni no dia 12 de Setembro de 2016 ⋅ 23:50

A Câmara dos Deputados decidiu, no fim da noite desta segunda-feira (12), cassar o mandato de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) como deputado federal. O plenário da Casa votou o parecer aprovado no Conselho de Ética que pedia a cassação do mandato do peemedebista. Cunha foi considerado culpado por ter, segundo os deputados, mentido em depoimento na CPI da Petrobras sobre a existência de contas no exterior. O resultado da votação saiu pouco antes das 0h de terça-feira (13). 

Era necessário que 257 deputados votassem favoravelmente ao relatório. Ao todo, 450 votaram a favor da cassação e 10 contra. Também foram registradas 9 abstenções.

Antes da votação, Eduardo Cunha foi até o plenário para fazer sua defesa e negou ser dono de contas no exterior. "A pergunta que me foi feita na CPI [da Petrobras] é se eu tinha conta não declarada. Quero saber cadê a conta? Qual é a conta?", disse o entao deputado afastado. Ele alegou que não tem acesso e não consegue movimentar as contas que seu truste tem na Suíça. Segundo o agora ex-parlamentar, o dinheiro que está nessas contas é um "patrimônio acumulado ao longo de muitos anos". "Esse truste não me pertence. Eu não transfiro dinheiro que está no truste."

Notícias relacionadas

[Jean Wyllys diz acreditar em 'milagre' contra Bolsonaro ]
Política

Jean Wyllys diz acreditar em 'milagre' contra Bolsonaro 

Por Alexandre Galvão no dia 22 de Outubro de 2018 ⋅ 18:43 em Política

Ele justificou ainda o fato de ter perdido quase 120 mil votos na eleição deste ano. Apontou as fake news e a multiplicação de candidaturas da esquerda como motivo