Política

Ministério Público Federal faz a primeira denúncia de cartel na Lava Jato

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou oito suspeitos investigados na Operação Lava Jato ligados a Queiroz Galvão e a Iesa Óleo e Gás por crimes como fraude à licitação, participação em organização criminosa, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e cartel. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tânia Rêgo/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 13 de Setembro de 2016 ⋅ 15:26

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou oito suspeitos investigados na Operação Lava Jato ligados a Queiroz Galvão e a Iesa Óleo e Gás por crimes como fraude à licitação, participação em organização criminosa, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e cartel. Foi a primeira vez que o órgão fez uma denúncia de cartel e fraude à licitação no âmbito da operação.

As informações foram divulgadas pelo MPF nesta terça-feira (13). Os investigadores pedem a devolução mínima dos danos causados a Petrobras no valor de R$ 105.039.626,16 e US$ 12.450.101,51 para os representantes da Queiroz Galvão, e R$ 47.614.386,81 e US$ 2.366.347,21 para os representantes da Iesa Óleo e Gás.

O MPF aponta que, em todos os contratos firmados pela Queiroz Galvão e pela Iesa na Petrobras, houve oferecimento, promessa e pagamento de propina para as diretorias de Abastecimento e Serviços. As irregularidades ocorreram entre 2006 e 2014. Confira a lista de denunciados e os crimes que eles cometeram, de acordo com o MPF:

- Queiroz Galvão
Petrônio Braz Junior - pertencimento à organização criminosa, cartel, fraude à licitação, corrupção ativa, lavagem de dinheiro
André Gustavo de Farias Pereira - pertencimento à organização criminosa, cartel, fraude à licitação, corrupção ativa, lavagem de dinheiro
Othon Zanoide de Moraes Filho - pertencimento à organização criminosa, cartel, fraude à licitação, corrupção ativa, lavagem de dinheiro
Augusto Amorin Costa - pertencimento à organização criminosa, cartel, fraude à licitação, corrupção ativa, lavagem de dinheiro
Ildefonso Colares Filho - pertencimento à organização criminosa, cartel, fraude à licitação, corrupção ativa, lavagem de dinheiro

- Iesa Óleo e Gás
Rodolfo Andriani - pertencimento à organização criminosa, cartel, fraude à licitação, corrupção ativa, lavagem de dinheiro
Valdir Lima Carreira - pertencimento à organização criminosa, cartel, fraude à licitação, corrupção ativa, lavagem de dinheiro
Otto Garrido Sparenber - pertencimento à organização criminosa, corrupção ativa, lavagem de dinheiro

Notícias relacionadas

[Coaf: Cajado diz que votaria contra orientação do PP]
Política

Coaf: Cajado diz que votaria contra orientação do PP

Por Alexandre Galvão no dia 24 de Maio de 2019 ⋅ 15:20 em Política

Cajado chegou ao PP pouco antes da eleição do ano passado. Filiado desde sempre ao DEM, deixou a legenda após o prefeito de Salvador, ACM Neto, desistir de disputar o gov...