Política

Rodrigo Maia diz que Justiça do Trabalho gera desemprego: “Nem deveria existir”

O presidente da Câmara dos deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deu declarações polêmicas sobre a Justiça do Trabalho durante evento em Brasília, na última quarta-feira (8). Ao falar sobre o projeto de terceirização que será votado nesta quinta (9), Maia afirmou que os juízes do trabalho tomam decisões "irresponsáveis" e que a Justiça do Trabalho gera desemprego [Leia mais...]

[Rodrigo Maia diz que Justiça do Trabalho gera desemprego: “Nem deveria existir”]
Foto : Agência Brasil

Por Bárbara Silveira no dia 09 de Março de 2017 ⋅ 09:15

O presidente da Câmara dos deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deu declarações polêmicas sobre a Justiça do Trabalho durante evento em Brasília, na última quarta-feira (8). Ao falar sobre o projeto de terceirização que será votado nesta quinta (9), Maia afirmou que os juízes do trabalho tomam decisões "irresponsáveis" e que a Justiça do Trabalho gera desemprego.

“Acho que há um consenso da sociedade que esse processo de proteção (do trabalhador) na verdade gerou desemprego, insegurança e dificuldades para os empregos brasileiros. Então nós precisamos ter a coragem de dizer isso”, disse Maia.

O presidente da Câmara ainda defendeu que “o excesso de regras no mercado de trabalho gerou empregos de investidores brasileiros no exterior, não gerou nada no Brasil”. “Gerou 14 milhões de desempregados. Agora tivemos que aprovar uma regulamentação da gorjeta porque isso foi quebrando todo mundo pela irresponsabilidade da Justiça brasileira, da Justiça do Trabalho, que não deveria nem existir”, afirmou.

 

Notícias relacionadas