Política

Blogueiro que antecipou notícias sobre Lula presta depoimento a Moro

O blogueiro Eduardo Guimarães, responsável pelo Blog da Cidadania, foi conduzido coercitivamente nesta terça-feira (21) para depor na Superintendência da Polícia Federal (PF) em São Paulo. [Leia mais...]

[Blogueiro que antecipou notícias sobre Lula presta depoimento a Moro]
Foto : Reprodução

Por Yasmin Garrido no dia 21 de Março de 2017 ⋅ 18:48

O blogueiro Eduardo Guimarães, responsável pelo Blog da Cidadania, foi conduzido coercitivamente nesta terça-feira (21) para depor na Superintendência da Polícia Federal (PF) em São Paulo. Por meio de sua assessoria, o juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos em primeira instância da Operação Lava Jato, afirmou que solicitou o depoimento de Guimarães porque ele é alvo em uma investigação que apura a quebra de sigilo criminal.

Em 28 de fevereiro de 2016, o blogueiro divulgou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria o sigilo bancário quebrado e que sofreria busca e apreensão nos imóveis de sua família. De acordo com Guimarães, ele foi questionado nesta terça-feira a respeito do vazamento de informações da operação. O inquérito que investiga Eduardo busca identificar os agentes públicos que teriam ajudado a divulgar as informações sobre a operação contra o ex-presidente antes que ela ocorresse.

O juiz Sergio Moro declarou que o blogueiro não pode ser considerado jornalista e por isso não está protegido pelo dispositivo constitucional do sigilo da fonte. "As diligências foram autorizadas com base em requerimento da autoridade policial e do MPF [Ministério Público Federal] de que Carlos Eduardo Cairo Guimarães não é jornalista, independentemente da questão do diploma, e que seu blog destina-se apenas a permitir o exercício de sua própria liberdade de expressão e a veicular propaganda político-partidária", argumentou.

Por meio das redes sociais, Guimarães protestou contra a ação de hoje. “É lamentável viver em um país em que a liberdade de imprensa está sendo pisoteada. E em que pessoas comprometidas com a informação e com a democracia sejam submetidas a todo tipo de constrangimento, por via da lei”, disse em sua página no Facebook.

Notícias relacionadas