Política

Lula lidera pesquisa mas rejeição chega a 51%, diz Ibope

O Ibobe divulgou nesta quinta-feira que 'pela primeira vez desde 2015, os eleitores que dizem que votariam 'com certeza' no ex-presidente Lula ou que 'poderiam votar' se equivalem aos que não votariam de 'jeito nenhum'. A rejeição chegou a 51%,considerada a margem de erro. De acordo com o Instituto, os tucanos José Serra, Geraldo Alckmin e Aécio Neves aparecem na pesquisa com taxas de rejeição superiores ao petista. [ Leia mais…]

[Lula lidera pesquisa mas rejeição chega a 51%, diz Ibope]
Foto : Agência Brasil

Por André Teixeira no dia 20 de Abril de 2017 ⋅ 11:11

O Ibobe divulgou nesta quinta-feira que 'pela primeira vez desde 2015, os eleitores que dizem que votariam 'com certeza' no ex-presidente Lula ou que 'poderiam votar' se equivalem aos que não votariam de 'jeito nenhum'. A rejeição ao petista chegou a 51%, considerada a margem de erro.  Ainda assim a pesquisa mostra 'que o ex-presidente voltou a ser o presidenciável com maior potencial de voto entre nove nomes testados pelo instituto'.

Apurou o Estadão, que '19% votariam “com certeza” nele e em mais ninguém – além de outros 11% que dizem que votariam com certeza não só nele, mas em outros também'.

A pesquisa foi feita antes de vir a público a lista do ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin. Ainda segundo matéria publicada pelo Estado de São Paulo, 'considerando-se os que votariam com certeza e quem poderia votar em cada nome testado pelo Ibope, Lula chega a 47%; Marina Silva (Rede) tem 33%; Jose Serra (PSDB), 25%; Joaquim Barbosa, 24%; Geraldo Alckmin e Aécio Neves, 22% cada; Ciro Gomes (PDT), 18%; Jair Bolsonaro (PSC), 17%; e João Doria (PSDB), 16%. Mas Doria, Bolsonaro e Joaquim são desconhecidos para 40% ou mais do eleitorado e, por isso, sofrem menos com a rejeição' aponta.

Sobre o PSDB 'os três tucanos aparecem na pesquisa com taxas de rejeição superiores à de Lula: 62%, 58% e 54%, respectivamente'. O Instituto realizou 2.002 entrevistas face a face, em 143 municípios entre os dias 7 e 11 de abril. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

 

Notícias relacionadas

[Eduardo Bolsonaro desiste da embaixada nos EUA]
Política

Eduardo Bolsonaro desiste da embaixada nos EUA

Por Juliana Almirante no dia 23 de Outubro de 2019 ⋅ 07:40 em Política

No entanto, o terceiro filho do presidente negou que a conquista da liderança do PSL na Câmara Federal tenha sido o fator determinante para a decisão