Política

PF indicia primeira-dama de Minas Gerais por corrupção e lavagem de dinheiro

Carolina Pimentel, mulher do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), e primeira-dama do estado, foi indiciada pela Polícia Federal no âmbito da Operação Acrônimo. [Leia mais...]

[PF indicia primeira-dama de Minas Gerais por corrupção e lavagem de dinheiro]
Foto : Agência de Minas Gerais / Divulgação

Por Matheus Morais no dia 24 de Abril de 2017 ⋅ 10:19

Carolina Pimentel, mulher do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), e primeira-dama do estado, foi indiciada pela Polícia Federal no âmbito da Operação Acrônimo. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, ela foi partícipe em lavagem de dinheiro, crime eleitoral e corrupção.

Já Antonio Macial, ex-presidente da Caoa, e o presidente do grupo Aliança, Elon Gomes, foram indiciados por falsidade ideológica e crime eleitoral, no artigo 350. Não há acusação contra as duas empresas.

A publicação afirma ainda que o publicitário Vitor Nicolato, homem de confiança do empresário Benedito de Oliveira, o Bené, também será investigado. Bené é muito ligado ao governador Fernando Pimentel. A Operação Acrônimo investiga um esquema de influência para liberação de empréstimos do BNDES, além de lavagem de dinheiro em campanhas eleitorais.

Notícias relacionadas

['Bolsonaro atira pelas costas nos seus soldados', diz Bebianno]
Política

'Bolsonaro atira pelas costas nos seus soldados', diz Bebianno

Por Juliana Rodrigues no dia 19 de Agosto de 2019 ⋅ 12:20 em Política

Em entrevista ao Estadão, ex-ministro também disse acreditar que indicação de Eduardo Bolsonaro como embaixador serve para atender a um "capricho" do filho do presidente