Política

Conselho de Ética só vai poder julgar confusão na AL-BA após \'provocação\' da mesa diretora

O presidente do Conselho de Ética da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Reinaldo Braga (PR), afirmou que o conselho só poderá julgar a confusão envolvendo os deputados Eduardo Salles (PP), Marcell Moraes (PV) e ⁠⁠⁠⁠⁠⁠⁠Targino Machado (PPS), na tarde desta quarta-feira (4), depois que a mesa diretora apreciar o caso. [Leia mais...]

[Conselho de Ética só vai poder julgar confusão na AL-BA após \'provocação\' da mesa diretora]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Luiza Leão no dia 03 de Maio de 2017 ⋅ 17:08

O presidente do Conselho de Ética da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Reinaldo Braga (PR), afirmou que o conselho só poderá julgar a confusão envolvendo os deputados Eduardo Salles (PP), Marcell Moraes (PV) e ⁠⁠⁠⁠⁠⁠⁠Targino Machado (PPS), na tarde desta quarta-feira (3), depois que a mesa diretora apreciar o caso.

'Qualquer deputado que se sinta ofendido, ou que sofreu alguma agressão, ele tem que ir na mesa diretora e ela acata ou não. Se acatar, manda para o Conselho de Ética. Se não acatar, morre lá mesmo. Eu só vou poder me manifestar se eu for provocado. Quem é que me provoca? É a mesa diretora. A pessoa ofendida leva o caso à mesa diretora e a mesa aprecia', disse ao Metro1.

A confusão ocorreu depois que o deputado Salles se atrasou para uma sessão na AL-BA e acabou ouvindo provocações de Moraes. Por causa disso, Marcell Moraes acabou sendo agredido e Machado, para defender o colega, se envolveu na briga.

Notícias relacionadas

[Eduardo Bolsonaro desiste da embaixada nos EUA]
Política

Eduardo Bolsonaro desiste da embaixada nos EUA

Por Juliana Almirante no dia 23 de Outubro de 2019 ⋅ 07:40 em Política

No entanto, o terceiro filho do presidente negou que a conquista da liderança do PSL na Câmara Federal tenha sido o fator determinante para a decisão