Política

Com empréstimo travado, Bahia pode recorrer à justiça: “Retiramos a conta do estado do Banco do Brasil”

O empréstimo de R$ 600 milhões do governo federal para o governador da Bahia continua travado, apesar de a liberação ter sido autorizada e publicada no Diário Oficial, no dia 22 de agosto. De acordo com o secretário de Infraestrutura do Estado, Marcus Cavalcanti, em entrevista à Rádio Metrópole nesta quarta-feira (6), caso a situação persista, o governo do estado pode recorrer à justiça e adotar medidas contra o Banco do Brasil [Leia mais...]

[Com empréstimo travado, Bahia pode recorrer à justiça: “Retiramos a conta do estado do Banco do Brasil”]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Bárbara Silveira e Gabriel Nascimento no dia 06 de Setembro de 2017 ⋅ 08:32

O empréstimo de R$ 600 milhões do governo federal para o governador da Bahia continua travado, apesar de a liberação ter sido autorizada e publicada no Diário Oficial, no dia 22 de agosto. De acordo com o secretário de Infraestrutura do Estado, Marcus Cavalcanti, em entrevista à Rádio Metrópole nesta quarta-feira (6), caso a situação persista, o governo do estado pode recorrer à justiça e adotar medidas contra o Banco do Brasil.

“O dinheiro ainda não foi depositado. Ontem estive com Manoel Vitório [chefe da Casa Civil estadual], estamos atendendo a todos os pedidos do Banco do Brasil e o estado vai tomar as medidas cabíveis para que isso seja cumprido. Existe a pressão, a mídia toda tá divulgado. O estado da Bahia pode ir à justiça e pedir a anulabilidade do contrato se o Banco do Brasil emprestou e não quer liberar. Retiramos a conta do estado do Banco do Brasil e colocamos em outro banco. Se o BB continuar criando dificuldades podemos fazer isso”, alertou.

Cavalcanti citou ainda a tese do senador Otto Alencar (PSD) de que o dinheiro tenha sido retido após pressão do Democratas, partido do prefeito ACM Neto. “Otto declara que ouviu do próprio Temer uma declaração desse sentido [sobre o DEM]”, afirmou.

Notícias relacionadas

[ Pacote de Moro propõe ampliar confisco de bens]
Política

Pacote de Moro propõe ampliar confisco de bens

Por Clara Rellstab no dia 23 de Janeiro de 2019 ⋅ 11:40 em Política

Promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro (PSL), as mudanças na legislação visam a fortalecer o combate à corrupção e ao crime organizado