Política

Moro determina prisão de Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS

O juiz federal Sergio Moro determinou nesta quinta-feira (14) a prisão do ex-presidente da empreiteira OAS Léo Pinheiro, condenado em segunda instância por lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Lava Jato. Agenor Franklin, executivo da empresa, também teve a prisão determinada. [Leia mais...]

[Moro determina prisão de Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS]
Foto : Agência Câmara

Por Matheus Simoni no dia 14 de Setembro de 2017 ⋅ 18:46

O juiz federal Sergio Moro determinou nesta quinta-feira (14) a prisão do ex-presidente da empreiteira OAS Léo Pinheiro, condenado em segunda instância por lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Lava Jato. Agenor Franklin, executivo da empresa, também teve a prisão determinada. Os dois negociam um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF).

Pinheiro já está detido preventivamente na Polícia Federal em Curitiba. Já Medeiros, que era diretor da área internacional da OAS, está em liberdade e deve voltar à prisão.

Eles devem ficar recolhidos na sede da Polícia Federal em Curitiba. Moro entendeu que, mesmo com a dupla negociando uma delação premiada,\"para evitar riscos a ambos\", cabia a prisão. Os dois executivos foram condenados no Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região a 26 anos e 7 meses de prisão, pelos crimes de corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa em contratos da OAS na Petrobras.

Notícias relacionadas