Política

Gilmar Mendes diz que conversas entre ele e Aécio não representam crime

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, afirmou nesta segunda-feira (23) que as conversas identificadas pela Polícia Federal entre ele e o senador Aécio Neves (PSDB) não podem ser consideradas suspeitas. [Leia mais...]

[Gilmar Mendes diz que conversas entre ele e Aécio não representam crime]
Foto : Rosinei Coutinho/SCO/STF

Por Matheus Simoni no dia 23 de Outubro de 2017 ⋅ 15:33

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, afirmou nesta segunda-feira (23) que as conversas identificadas pela Polícia Federal entre ele e o senador Aécio Neves (PSDB) não podem ser consideradas suspeitas. Na semana passada, um relatório da Polícia Federal apontou que foram efetuadas ao menos 46 chamadas entre o ministro e o tucano.

"Não há nenhum crime na minha conversa com o senador. Eu converso com vários [políticos] a toda hora", disse ele, em breve entrevista coletiva após encontro com o governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (PMDB), em Porto Alegre.

De acordo com Mendes, o contato com políticos é corriqueiro. "Converso com Aécio, Serra, presidente da Câmara, do Senado, vários parlamentares. Eles brincam quando me chamam para o jantar: ʹchegou o membro do partidoʹ, tal é a intimidade, de tantas reuniões", declarou, classificando as suspeitas sobre as conversas como "fofocagem".

Notícias relacionadas