Política

Benito Gama diz que 2ª denúncia contra Temer é frágil: "Vou votar para suspender"

Pouco antes da votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), na manhã desta quarta-feira (25), o deputado federal Benito Gama (PTB) foi entrevistado por Mário Kertész, na Rádio Metrópole, e adiantou que vai se posicionar contra a ida do caso ao Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com o parlamentar, a acusação por organização criminosa e obstrução de justiça é frágil. "Vou votar para suspender o processo", garantiu. [Leia mais...]

[Benito Gama diz que 2ª denúncia contra Temer é frágil:
Foto : Reprodução/Agência Brasil

Por Gabriel Nascimento e Matheus Morais no dia 25 de Outubro de 2017 ⋅ 07:38

Pouco antes da votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), na manhã desta quarta-feira (25), o deputado federal Benito Gama (PTB) foi entrevistado por Mário Kertész, na Rádio Metrópole, e adiantou que vai se posicionar contra a ida do caso ao Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com o parlamentar, a acusação por organização criminosa e obstrução de justiça é frágil. "Vou votar para suspender o processo", garantiu.

"O relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) foi claro. O procurador [Rodrigo Janot] fez denúncias frágeis. Vou votar para suspender o processo e deixar para que ele responda depois da presidência, em 2019", ressaltou. O parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que recomenda a rejeição da denúncia foi lido no plenário na última terça-feira (24). A votação nesta quarta está marcada para às 9h (horário de Brasília).

O deputado pontuou também que o atual presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) tem condições de tocar o país, porém, não é um bom momento para mudar a chefia do país. "Nós estamos em um processo de aperfeiçoamento, é uma coisa muito complexa. Estamos avançando. Eu acho que o Rodrigo tem condições de tocar o país, mas quando você troca as pessoas, você muda as políticas públicas", concluiu.

Notícias relacionadas