Política

Dodge contraria Temer e pede sequência de inquérito do Decreto dos Portos no STF

Indo contra o pedido da defesa do presidente Michel Temer, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu o prosseguimento das investigações do peemedebistas no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a edição de um decreto que trata do setor portuário. [Leia mais...]

[Dodge contraria Temer e pede sequência de inquérito do Decreto dos Portos no STF]
Foto : Lula Marques/AGPT

Por Laura Lorenzo no dia 27 de Outubro de 2017 ⋅ 15:49

Indo contra o pedido da defesa do presidente Michel Temer, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu o prosseguimento das investigações do peemedebistas no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a edição de um decreto que trata do setor portuário. No documento, encaminhado nesta quinta-feira (26) ao relator do inquérito, o ministro Luís Roberto Barroso, Dodge salientou que há diligências a serem cumpridas.

A defesa de Temer havia dito à Corte que contratos da Rodrimar foram analisados pela Secretaria Nacional dos Portos, e que houve uma recomendação em parecer para que nem todos os contratos fossem renovados. Com isso, os advogados pediam que o ministro reconsiderasse a decisão de autorizar a instauração do inquérito.

Depois que Barroso pediu a manifestação de Dodge sobre o caso, a procuradora-geral afirmou que a fase de diligências do inquérito serve justamente para a elucidação dos fatos. Segundo ela, a instauração do inquérito é recente e as diligências acabaram de ser requisitadas pela PGR. No entendimento de Dodge, as diligências do inquérito são necessárias para a formação do juízo de valor do Ministério Público, de modo a apontar se será necessário pedir o arquivamento do caso ou oferecer denúncia

Notícias relacionadas