Política

Em recurso no STF, Sérgio Cabral pede para ficar preso no Rio de Janeiro

A defesa do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral protocolou um pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) para impedir a transferência dele do Rio para o presídio federal de Campo Grande (MS). Preso desde novembro do ano passado, Cabral é acusado de chefiar uma organização criminosa que, segundo o Ministério Público Federal (MPF), fraudava contratos públicos e lavava dinheiro, entre outros crimes. [Leia mais...]

[Em recurso no STF, Sérgio Cabral pede para ficar preso no Rio de Janeiro]
Foto : Fernando Frazão/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 30 de Outubro de 2017 ⋅ 15:29

A defesa do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral protocolou um pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) para impedir a transferência dele do Rio para o presídio federal de Campo Grande (MS). Preso desde novembro do ano passado, Cabral é acusado de chefiar uma organização criminosa que, segundo o Ministério Público Federal (MPF), fraudava contratos públicos e lavava dinheiro, entre outros crimes.

Os investigadores apontam que o esquema se intensificou após ele assumir o governo do Rio, em 2007. A decisão de transferir o ex-governador partiu do juiz federal Marcelo Bretas, responsável pelo processo no qual Cabral é investigado. Segundo o magistrado, enquanto prestava depoimento, o réu deu declarações sobre a família de Bretas entendidas como ameaças pelo juiz e pelos procuradores da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro.

Já a defesa afirmou que não há o objetivo de pressionar a Justiça Federal. \"Se as declarações feitas pelo beneficiário desta ordem podem ser tidas como ácidas ou polêmicas, não se pode tomá-las como desrespeitosas ou ameaçadoras, como se tem entendido, e muito menos como ensejadoras de uma condição carcerária mais gravosa para o paciente, que precisa continuar no Rio de Janeiro, como dito, para melhor se defender dos 15 processos que por lá tramitam em seu desfavor\", argumentaram os advogados.

Notícias relacionadas