Política

ʹNão tem sentido candidato com denúncia concorrerʹ, diz ministro sobre eleições de 2018

O ministro Luiz Fux defendeu, em entrevista ao Jornal Folha de São Paulo, que condenados que já foram julgados em segunda instância devem ser presos. De acordo com Fux, "há uma sombra, uma nuvem" de informações que apontam que o Supremo vai revisar a decisão de permitir a prisão desses condenados. [Leia mais...]

[ʹNão tem sentido candidato com denúncia concorrerʹ, diz ministro sobre eleições de 2018]
Foto : Nelson Jr./TSE

Por Paloma Morais no dia 05 de Novembro de 2017 ⋅ 08:15

O ministro Luiz Fux defendeu, em entrevista ao Jornal Folha de São Paulo, que, em sua opinião, condenados que já foram julgados em segunda instância devem ser presos. De acordo com Fux, "há uma sombra, uma nuvem" de informações que apontam que o Supremo vai revisar a decisão de permitir a prisão desses condenados.

Questionado sobre a possibilidade de Lula concorrer as eleições para à Presidência em 2018 mesmo se condenado em segunda instância, Fux analisou: "Pode um candidato denunciado concorrer, ser eleito, à luz dos valores republicanos, do princípio da moralidade das eleições, previstos na Constituição? Eu não estou concluindo. Mas são perguntas que vão se colocar", disse.

O ministro também afirmou que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que determina que o Legislativo dê a palavra final sobre medidas cautelares aplicadas pelo Judiciário a parlamentares, como no caso do afastamento do senador Aécio Neves do mandato, tem tido efeito "deletério" no Brasil. Na opinião do ministro, o tema deve voltar a ser discutido na corte, pois, de acordo com ele, trata-se de um assunto "sensível" e a votação foi "muito dividida".

Notícias relacionadas