Política

Maia descarta "pessimismo" no discurso em que Temer admite possível derrota na votação da Previdência

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), admitiu nesta terça-feira (7) não ter visto com "pessimismo" o discurso realizado por Michel Temer em que o presidente da República cogita uma possível derrota na aprovação da reforma da Previdência e que simultâneamente tenta transferir a derrota para o Congresso.

[Maia descarta
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Luiza Leão no dia 07 de Novembro de 2017 ⋅ 15:56

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), admitiu nesta terça-feira (7) não ter visto com "pessimismo" o discurso realizado por Michel Temer em que o presidente da República cogita uma possível derrota na aprovação da reforma da Previdência e que simultâneamente tenta transferir a derrota para o Congresso.

Um dia depois do discurso de Michel Temer no Palácio do Planalto, Rodrigo Maia afirmou que a situação da base "é muito difícil" após a votação que barrou a segunda denúncia contra o presidente. Ele também defendeu que o governo precisa fazer o último esforço para que as mudanças na aposentadoria ocorram.

"Não interpretei desse jeito tão pessimista", disse quando questionado sobre a possibilidade de Temer ter ʹdesistidoʹ da aprovação do texto. "A base está muito machucada pós-denúncia. Quem votou [com Temer] teve uma atitude muito corajosa, então não dá para cobrar nada nesse momento. O governo precisa chamar seus líderes, os presidentes dos partidos, individualmente, e tentar mais uma conversa mostrando qual o impacto da não realização da reforma já em 2018", completou.

Notícias relacionadas

[Lava Jato: 64ª fase mira André Esteves]
Política

Lava Jato: 64ª fase mira André Esteves

Por Alexandre Galvão no dia 23 de Agosto de 2019 ⋅ 08:32 em Política

Um dos alvos seria o banqueiro e dono do BTG, André Esteves. A casa e a sede do banco de Esteves são alvos de busca e apreensão