Política

Racha no PHS opõe novo presidente e vereadores pró-Neto

Restando menos de um ano para as eleições 2018, um dos principais partidos da base aliada do prefeito ACM Neto (DEM), o Partido Humanista da Solidariedade (PHS) vive um racha em seu diretório baiano. Conforme o Metro1 apurou, o novo presidente da legenda, Zé Raimundo, pediu os cargos do partido, inclusive o da liderança da sigla na Câmara Municipal de Salvador, ocupado pelo vereador Téo Senna. [Leia mais...]

[Racha no PHS opõe novo presidente e vereadores pró-Neto]
Foto : Divulgação/CMS/Antônio Queirós

Por Matheus Simoni e Matheus Morais no dia 10 de Novembro de 2017 ⋅ 20:02

Restando menos de um ano para as eleições 2018, um dos principais partidos da base aliada do prefeito ACM Neto (DEM), o Partido Humanista da Solidariedade (PHS) vive um racha em seu diretório baiano. Conforme o Metro1 apurou, o novo presidente da legenda, Zé Raimundo, pediu os cargos do partido, inclusive o da liderança da sigla na Câmara Municipal de Salvador, ocupado pelo vereador Téo Senna. O edil recebeu uma série de questionamentos do novo dirigente do PHS-BA, mas não respondeu e a tempo, o que gerou a atitude do presidente, que enviou um ofício para o presidente da Câmara, Leo Prates (DEM), pedindo que Téo seja destituído da liderança do PHS na Casa.

"Fiquei surpreso com o ofício. Ele me fez questionamentos, pediu 72 horas para responder, depois pediu para eu sair. É ditadura?", disse o vereador, em entrevista ao Metro1. A manobra, vista como um indício de que o PHS pudesse migrar para a base do governador Rui Costa (PT), não foi bem vista pelos colegas da Casa, que prometem se reunir na próxima semana e se posicionar sobre a movimentação do diretório.

Segundo apurou o Metro1, Téo deve permanecer na liderança do partido na CMS já que nenhum vereador está interessado em sua saída do cargo. Para que Téo saia do cargo, pelo menos três parlamentares teriam que concordar com sua saída. A reportagem tentou entrar em contato com Zé Raimundo e com o ex-presidente da legenda, Junior Muniz, mas não obteve sucesso.

Notícias relacionadas