Política

Deputado critica Temer e diz que afastamento de prefeitos baianos do PSD não prejudica partido

A investigação da Polícia Federal (PF) contra prefeitos baianos do PSD não prejudica o partido. Foi o que disse o deputado federal Paulo Magalhães (PSD) ao Metro1, na manhã desta sexta-feira (17). [Leia mais...]

[Deputado critica Temer e diz que afastamento de prefeitos baianos do PSD não prejudica partido ]
Foto : Reprodução/Agência Brasil

Por Gabriel Nascimento e Matheus Morais no dia 17 de Novembro de 2017 ⋅ 09:41

A investigação da Polícia Federal (PF) contra prefeitos baianos do PSD não prejudica o partido. Foi o que disse o deputado federal Paulo Magalhães (PSD) ao Metro1, na manhã desta sexta-feira (17). Presente na inauguração da primeira policlínica regional no município de Teixeira de Freitas, no sul do estado, o parlamentar afirmou que a sigla tem "grandes nomes" e segue comprometida com "respeito à coisa pública".

Segundo a PF, os gestores Claudia Oliveira (PSD), de Porto Seguro, José Robério Batista de Oliveira (PSD), de Eunápolis, e Agnelo Santos (PSD), de Santa Cruz Cabrália, utilizavam desde o ano de 2009 empresas de familiares para desviar dinheiro público, simulando licitações. Os contratos somam R$ 200 milhões. Eles estão afastados do cargo.

"O PSD continua trabalhando, tem grandes nomes, uma desenvoltura incomum. O PSD é sucesso no Brasil, então, nós estamos avançando em trabalho, em dedicação, em seriedade e respeito à coisa pública", afirmou.

O parlamentar ainda aproveitou para comentar a situação do presidente Michel Temer (PMDB). "Votei duas vezes contra ele porque ele não teve a capacidade de honrar com a Bahia e os baianos. Quando mexe com a Bahia e os baianos, temos que nos revoltar e tomar atitudes como essa. Essa belíssima obra muda a saúde da Bahia. Fruto do trabalho e do pensar desse grande governador Rui Costa", concluiu.

Notícias relacionadas