Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Domingo, 12 de maio de 2024

Home

/

Notícias

/

Política

/

Lauro de Freitas: sindicato da Educação vai denunciar prefeitura por não pagar 13º

Política

Lauro de Freitas: sindicato da Educação vai denunciar prefeitura por não pagar 13º

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Lauro de Freitas (Asaprolf) vai entrar com uma representação contra a prefeitura Lauro de Freitas no Tribunal de Contas dos Municípios e no Ministério Público, nesta quinta-feira (21), sob alegação de que o Executivo municipal não pagou a segunda parcela do 13º salário dos profissionais da área. [Leia mais...]

Lauro de Freitas: sindicato da Educação vai denunciar prefeitura por não pagar 13º

Foto: Divulgação/ Prefeitura de Lauro de Freitas

Por: Matheus Morais no dia 21 de dezembro de 2017 às 10:24

Atualizado: no dia 21 de dezembro de 2017 às 10:44

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Lauro de Freitas (Asaprolf) vai entrar com uma representação contra a prefeitura Lauro de Freitas no Tribunal de Contas dos Municípios e no Ministério Público, nesta quinta-feira (21), sob alegação de que o Executivo municipal não pagou a segunda parcela do 13º salário dos profissionais da área.

Além disso, a entidade sindical pedirá esclarecimento dos fatos e de outras irregularidades supostamente cometidas pela gestão da prefeita Moema Gramacho (PT), como o não pagamento de avaliações dos professores e de processos.

Contatado pelo Metro1, o coordenador do Asaprolf, Valdir Silva, acusou a petista de omissão. "A prefeita Moema Gramacho sumiu, não responde aos nossos ofícios. No começo, ela até nos recebia para reuniões de trabalho, agora não responde nada. A segunda parcela do 13º deveria ter sido paga até esta quarta-feira", reclamou.

Em nota enviada à imprensa, a administração municipal admitiu a falta de pagamento do 13º a uma "parte" dos funcionários, mas negou "responsabilidade", ao culpar a Caixa Econômica Federal de não fazer o repasse.

"[...] Os arquivos de pagamento do 13° Salário dos Servidores foram enviados para a Caixa Econômica no tempo certo. No entanto, por problemas internos de processamento do banco, parte dos servidores de Lauro de Freitas ainda não recebeu o seu 13°. A Prefeitura aguarda que a Caixa normalize o pagamento e envie uma nota de esclarecimento à administração municipal. Mesmo não sendo responsável pelo atraso, a Prefeitura se desculpa junto aos servidores que ainda não receberam o 13º Salário e informa que está acompanhando as providências do banco e envidando esforços para normalização do pagamento", diz o comunicado.