Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Próximo presidente do STF, Toffoli toma protagonismo com decisões polêmicas

Toffoli foi relator do habeas corpus que, por maioria na Segunda Turma do Supremo, mandou Jorge Picciani (MDB-RJ) do presídio para a prisão domiciliar. [Leia mais...]

[Próximo presidente do STF, Toffoli toma protagonismo com decisões polêmicas ]
Foto : Fillipe Sampaio / STF

Por Alexandre Galvão no dia 29 de Março de 2018 ⋅ 06:47

Próximo ministro a assumir a presidência do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli assumiu o protagonismo nos últimos dias por meio de polêmicas. De acordo com a Folha, o fato é uma mostra do que a Corte deve se tornar na gestão dele.

Durante o julgamento em que a denúncia contra o senador Romero Jucá e o empresário Jorge Gerdau foi rejeitada, chegou a dizer que a acusação tentou “criminalizar a política”. Nesta quarta (28), surpreendeu ao cassar a decisão de um colega para mandar Paulo Maluf à prisão domiciliar.

Toffoli foi relator do habeas corpus que, por maioria na Segunda Turma do STF, mandou Jorge Picciani (MDB-RJ) do presídio para a prisão domiciliar. Em outra decisão rumorosa, suspendeu a inelegibilidade de Demóstenes Torres, e liberou o ex-senador, cassado por ligações com um bicheiro, a concorrer este ano.

Notícias relacionadas