Política

Após decisão do Supremo, PT cita ʹConstituição rasgadaʹ

O Partido dos Trabalhadores repudiou a decisão do Supremo Tribunal Federal de negar o pedido de habeas corpus da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na madrugada de hoje. Em nota, a sigla definiu a decisão como uma agressão

[Após decisão do Supremo, PT cita ʹConstituição rasgadaʹ]
Foto : Ricardo Stuckert

Por Bárbara Silveira no dia 05 de Abril de 2018 ⋅ 01:52

O Partido dos Trabalhadores repudiou a decisão do Supremo Tribunal Federal de negar o pedido de habeas corpus da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na madrugada de hoje. Em nota, a sigla definiu a decisão como uma agressão.

“Nossa Constituição foi rasgada por quem deveria defendê-la e a maioria do Supremo Tribunal Federal sancionou mais uma violência contra o maior líder popular do país. Ao negar a Lula um direito que é de todo cidadão, o de defender-se em liberdade até a última instância, a maioria do STF ajoelhou-se ante a pressão escandalosamente orquestrada pela Rede Globo”, disse.

O partido ainda afirmou que não há justiça na decisão. "Há uma combinação de interesses políticos e econômicos, contra o país e sua soberania, contra o processo democrático, contra o povo brasileiro", completou.

Leia mais:

STF nega habeas corpus e autoriza prisão de Lula; entenda

Notícias relacionadas

[Damares diz não ter dever de custear Memorial da Anistia]
Política

Damares diz não ter dever de custear Memorial da Anistia

Por Juliana Almirante no dia 16 de Setembro de 2019 ⋅ 07:26 em Política

“Um Memorial da Anistia seria algo como o Memorial do Esquecimento”, diz o texto enviado pelo ministério ao MPF, que questionou cancelamento de obra