Política

Celso de Mello nega pedido de Garotinho para suspender decisão do TSE que barrou registro

Com a decisão, o ex-governador ficou proibido de realizar qualquer ato de campanha e de receber novos repasses da coligação e do partido

[Celso de Mello nega pedido de Garotinho para suspender decisão do TSE que barrou registro]
Foto : Renato Araújo/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 02 de Outubro de 2018 ⋅ 16:40

O pedido da defesa de Anthony Garotinho (PRP) para suspender os efeitos da decisão do Tribunal Superior Eleitoral que barrou a candidatura do ex-governador ao governo do Estado do Rio de Janeiro foi negado na madrugada de hoje (2) pelo ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal.

Com a decisão do TSE, Garotinho ficou proibido de realizar qualquer ato de campanha e de receber novos repasses da coligação e do partido. Na semana passada, o Tribunal manteve o entendimento do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) que rejeitou o registro de candidatura do ex-governador a pedido do Ministério Público Eleitoral.

Na sentença, Celso de Mello ressaltou que os embargos de declaração de Garotinho contra a decisão do TSE ainda não foram apreciados pela Corte Eleitoral. O ministro também apontou que a defesa de Garotinho ainda não apresentou um recurso extraordinário para derrubar a decisão do TSE.

Notícias relacionadas

[Eduardo Bolsonaro desiste da embaixada nos EUA]
Política

Eduardo Bolsonaro desiste da embaixada nos EUA

Por Juliana Almirante no dia 23 de Outubro de 2019 ⋅ 07:40 em Política

No entanto, o terceiro filho do presidente negou que a conquista da liderança do PSL na Câmara Federal tenha sido o fator determinante para a decisão