Política

Em reunião do PSDB, Alckmin insinua que Doria é traidor e covarde

Doria foi interrompido pelo ex-governador enquanto cobrava mais ajuda financeira para as campanhas dos candidatos a governos estaduais que passaram para o 2º turno

[Em reunião do PSDB, Alckmin insinua que Doria é traidor e covarde]
Foto : Rovena Rosa/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 09 de Outubro de 2018 ⋅ 18:20

O tucano Geraldo Alckmin, que ficou em quarto lugar na eleição presidencial, chamou o candidato ao governo de São Paulo, João Doria, de traidor na reunião da Executiva Nacional do PSDB, em Brasília.

Na reunião, Doria, que já demonstrou apoio ao presidenciável do PSL Jair Bolsonaro, cobrava mais ajuda financeira para as campanhas dos candidatos a governos estaduais que passaram para o segundo turno. 

Três fontes diferentes afirmaram ao Estadão que o ex-governador interrompeu Doria para falar que não era um traidor e covarde.

Doria tenta retirar Alckmin do comando nacional do PSDB. O ex-prefeito busca o governo do estado e quer se aproveitar da derrota de Alckmin na eleição presidencial para tomar o partido.

Notícias relacionadas