Política

Ex-governador de Goiás, Marconi Perillo é preso pela PF

O político é suspeito de ter recebido R$ 12 milhões em propina de empreiteiras nas campanhas eleitorais de 2010 e 2014

[Ex-governador de Goiás, Marconi Perillo é preso pela PF]
Foto : Wilson Dias/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 10 de Outubro de 2018 ⋅ 16:39

O ex-governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) foi preso hoje (10) enquanto prestava depoimento à Polícia Federal no âmbito da operação Cash Delivery, que investiga pagamento de propinas em campanhas eleitorais.

A informação foi confirmada ao G1 pelo advogado dele, Antônio Carlos Almeida, conhecido como Kakay.

Segundo a defesa do ex-governador, ele recebeu decreto de prisão no início o depoimento e optou por manter a declaração por ser o principal interessado no esclarecimento dos fatos.

O político é suspeito de ter recebido R$ 12 milhões em propina de empreiteiras nas campanhas eleitorais de 2010 e 2014. A operação é um desdobramento da delações da Odebrecht na Operação Lava Jato.

O advogado de Marconi afirmou que não existem "fatos absolutamente novos que justifiquem o decreto do ex-governador Marconi Perillo, principalmente pelas mencionadas decisões anteriores que já afastaram a necessidade de prisão neste momento".

No pleito de 2018, Perillo concorreu ao Senado de Goiás, mas não foi eleito.

Notícias relacionadas