Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Menos de 24h após prisão, Justiça manda soltar Marconi Perillo

Ele havia sido detido ontem (10), no âmbito da Operação Cash Delivery, que mira suposto repasse de R$ 10 milhões da Odebrecht para suas campanhas em 2010 e 2014

[Menos de 24h após prisão, Justiça manda soltar Marconi Perillo]
Foto : Wilson Dias/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 11 de Outubro de 2018 ⋅ 14:20

Após prestar depoimento e passar a noite na sede da Superintendência da Polícia Federal em Goiânia, o ex-governador Marconi Perillo (PSDB-GO) vai ser solto ainda hoje (11), após decisão do desembargador Olindo Menezes , do Tribunal Regional Federal da 1ª Região ( TRF-1 ). Ele havia sido detido ontem (10), no âmbito da Operação Cash Delivery, que mira suposto repasse de R$ 10 milhões da Odebrecht para suas campanhas em 2010 e 2014. 

Em depoimento prestado à PF,  o ex-governador disse que só tratou de doações oficiais em suas conversas com executivos da Odebrecht nos dois anos. Segundo Perillo, foi a própria empreiteira que teria lhe oferecido doações de campanha por suas "convicções liberais" e "propostas e conceitos favoráveis à livre iniciativa".

"O que pedimos, desde o início, é o respeito às garantias constitucionais . Ninguém esta acima da lei e apoiamos toda e qualquer investigação, mas sem prejulgamentos e sem o uso desnecessário de medidas abusivas", afirmou o advogado do ex-governador, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay.

Notícias relacionadas