Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Home

/

Notícias

/

Política

/

Polícia Federal abriu 469 inquéritos para investigar crimes eleitorais

Política

Polícia Federal abriu 469 inquéritos para investigar crimes eleitorais

Os principais crimes registrados foram propaganda eleitoral irregular, promoção de informações falsas e compra de votos.

Polícia Federal abriu 469 inquéritos para investigar crimes eleitorais

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Por: Metro1 no dia 22 de outubro de 2018 às 17:00

A Polícia Federal (PF) abriu 469 inquéritos para investigar crimes eleitorais no primeiro turno da campanha deste ano. Além disso, 455 pessoas foram conduzidas para depoimentos e outras 266 apreendidas. A informação é do Ministério da Segurança Pública.

De acordo com a pasta, os principais crimes registrados foram propaganda eleitoral irregular, promoção de informações falsas e compra de votos. 

Ontem (21), em entrevista à imprensa, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a presidente do tribunal, ministra Rosa Weber, afirmou que não viu falhas na ação da corte no combate às notícias falsas (fake news) durante a campanha. Ainda assim , Weber reconheceu que não esperava que a onda de desinformação se voltasse contra a própria instituição e que não há uma solução para impedir o problema.

Rosa Weber não quis comentar sobre a ação ingressada pelo PT para investigar a denúncia de que empresas teriam atuado na disseminação em massa nas redes sociais de notícias falsas contra o candidato Fernando Haddad (PT), em favor do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL).

O centro integrado de controle para as eleições retoma os trabalhos hoje (22), a partir das 15 horas, e os representantes dos dois candidatos à Presidência foram convidados a acompanhar a atuação do centro, que funcionará 24 horas por dia até o fim do segundo turno, no próximo dia 28 de outubro.