Política

Condenado por cobrança de propina é cotado a cargo no governo Bolsonaro

"Já anuncio aqui que quem vai coordenar a bancada no Planalto vai ser o Fraga", disse Bolsonaro

[Condenado por cobrança de propina é cotado a cargo no governo Bolsonaro]
Foto : Geilson Lima/Divulgação

Por Matheus Simoni no dia 25 de Outubro de 2018 ⋅ 16:00

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) teve um encontro com representantes da bancada da bala e cogitou a possibilidade de incorporar dois políticos do DEM em um eventual governo. Segundo informações da revista Veja, Pauderney Avelino (AM) e Alberto Fraga (DF) foram convidados. Este último foi condenado por cobrança de propina no Distrito Federal. "Já anuncio aqui que quem vai coordenar a bancada no Planalto vai ser o Fraga", disse Bolsonaro, em vídeo divulgado pelo deputado.

O parlamentar, por sua vez, disse que não houve conversas sobre cargos e o que existe é uma "identificação pessoal" do candidato com alguns nomes da legenda. Em setembro, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal condenou Alberto Fraga por concussão, que consiste no uso do cargo público para obter vantagem indevida.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, Fraga pediu e recebeu R$ 350 mil para firmar um contrato entre o governo do Distrito Federal e a cooperativa de ônibus Coopertran em 2008, quando era secretário de Transportes da gestão de José Roberto Arruda (PR).

Notícias relacionadas