Política

Alckmin defende Folha de São Paulo e diz que Bolsonaro 'começou mal'

Presidente eleito ameaçou cortar recursos públicos de veículos de comunicação que se comportem "de maneira indigna"

[Alckmin defende Folha de São Paulo e diz que Bolsonaro 'começou mal']
Foto : Divulgação

Por Rodrigo Daniel Silva no dia 30 de Outubro de 2018 ⋅ 06:50

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), defendeu o jornal Folha de São Paulo, que foi atacado ontem (29) por Jair Bolsonaro (PSL), e disse que o presidente eleito "começou mal".

"Os ataques feitos hoje pelo futuro presidente à Folha de São Paulo representam um acinte a toda a Imprensa e a ameaça de cooptar veículos de comunicação pela oferta de dinheiro público é uma ofensa à moralidade e ao jornalismo nacional. É pretender substituir a liberdade de Imprensa pelo clientelismo de Imprensa. Alguns fazem críticas aos seus críticos porque não conhecem seus próprios limites. O futuro presidente vai ter de conviver e de respeitar todos e, em especial, os que a ele dirijam críticas", afirmou o tucano.

Além de atacar a Folha, Bolsonaro ameaçou cortar recursos públicos de veículos de comunicação que se comportem "de maneira indigna".

 

Notícias relacionadas