Política

Dodge entra com mandado de segurança contra decisão de Gilmar que soltou Richa

O ex-governador do Paraná foi preso em setembro e solto alguns dias depois pelo ministro do STF

[Dodge entra com mandado de segurança contra decisão de Gilmar que soltou Richa ]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 06 de Novembro de 2018 ⋅ 17:00

A procuradora-geral, Raquel Dodge, propôs mandado de segurança contra decisões do ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, que revogaram as prisões provisórias do ex-governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), de outros investigados da Operação Radiopatrulha e de outras pessoas que pediram a extensão da medida. 

Os habeas corpus, que foram concedidos de ofício, foram analisados pelo ministro porque ele foi o relator da ADPF (Arguição por Descumprimento de Preceitos Fundamentais) 444, que resultou na proibição da condução coercitiva. 

Dodge pede a cassação das decisões já dadas tanto na ADPF 444 quanto na Reclamação 32.081, o restabelecimento das ordens de prisão e que Gilmar fique impedido de analisar outros habeas que tenham como fundamento a ADPF.

Richa é apontado na Operação Radiopatrulha como o principal envolvido em suposto esquema de desvios de verbas públicas em contratos de manutenção de estradas rurais do Paraná. O ex-governador do Paraná foi preso em setembro e solto alguns dias depois por Gilmar Mendes.

Notícias relacionadas