Política

Mourão diz ser triste saída de Jean Wyllys do país: 'A gente poderia protegê-lo'

"É muito triste quando coisas assim acontecem", disse o vice-presidente

[Mourão diz ser triste saída de Jean Wyllys do país: 'A gente poderia protegê-lo']
Foto : Divulgação / Planalto

Por Alexandre Galvão no dia 10 de Abril de 2019 ⋅ 09:40

Vice-presidente da República, o general Hamilton Mourão lamentou o fato do ex-deputado Jean Wyllys sair do país. "No caso especifico de Wyllys, particularmente acho que ele deveria ter continuado [no país] e acreditado na nossa lei, na nossa política e na nossa polícia, então a gente poderia protegê-lo. Acho que ele deveria ter ficado. É muito triste quando coisas assim acontecem", disse Mourão em palestra no Brazil Institute, do Wilson Center.

De acordo com a Folha, o ex-deputado renunciou ao mandato e saiu do país alegando estar preocupado com sua segurança e integridade física. Ele diz ter recebido ameaças de morte, intensificadas após o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ).

Questionado sobre o caso de Wyllys, o vice afirmou que o presidente Jair Bolsonaro -conhecidas por suas declarações tidas como racistas e homofóbicas- acredita que foi eleito para todo mundo que está no Brasil e que ele "não tem problemas com minorias". 

Notícias relacionadas