Política

Após operação Kepler, prefeitura suspende pagamento a instituto investigado 

Segundo a portaria, assinada pelo secretário Luiz Antonio Galvão, os valores que constam em nome da empresa serão "redirecionados exclusivamente para o pagamento dos empregados"

[Após operação Kepler, prefeitura suspende pagamento a instituto investigado ]
Foto : Divulgação

Por Alexandre Galvão no dia 10 de Abril de 2019 ⋅ 10:01

A prefeitura de Salvador mandou suspender "qualquer crédito" com o Instituto Médico de Gestão Integrada (Imegi). A determinação foi publicada hoje (10), em Diário Oficial. 

A Imegi está arrolada na operação Kepler, que apura supostos desvios em contratos celebrados entre a Secretaria Municipal de Saúde e o instituto. 

Segundo a portaria, assinada pelo secretário Luiz Antonio Galvão, os valores que constam em nome da empresa serão "redirecionados exclusivamente para o pagamento dos empregados e prestadores de serviços médicos, de enfermagem e similares, ainda que por intermédio de pessoa jurídica". 

A prefeitura intima ainda a Imegi a fornecer, em cinco dias, listagem detalhada de empregos, com a respectiva listagem de salários. 

A operação Kepler foi deflagrada no dia 20 de março e apontou  para a existência de superfaturamento de cerca de R$ 8 milhões, com potencial de desvio ainda maior, vez que que os contratos continuam em vigência e plena execução.

Notícias relacionadas

[PSL deve suspender Eduardo Bolsonaro por críticas ao partido]
Política

PSL deve suspender Eduardo Bolsonaro por críticas ao partido

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Outubro de 2019 ⋅ 09:00 em Política

“Precisamos salvar o Brasil dos filhos do presidente”, disse o deputado Júnior Bozzella (SP), que é um dos principais porta-vozes do presidente da sigla, Luciano Bivar