Política

Datafolha: Maioria é contra pontos-chave do pacote anticrime de Moro

Por outro lado, titular da Justiça e Segurança Pública é o mais popular e mais bem avaliado ministro do governo

[Datafolha: Maioria é contra pontos-chave do pacote anticrime de Moro]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 11 de Abril de 2019 ⋅ 08:20

A maioria da população não aprova as principais propostas de segurança pública do governo Jair Bolsonaro, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (11). 

O instituto avaliou os efeitos do decreto que flexibilizou a posse de armas, em 15 de janeiro. A posse de armas deve ser proibida para maioria dos entrevistados (64%). Outros 72% acreditam que a sociedade não fica mais segura com pessoas armadas.

Também foram avaliados itens do pacote anticrime do ministro Sergio Moro. Uma parcela expressivamente maior  avalia que a polícia não pode ter liberdade para atirar em suspeitos porque pode atingir inocentes (81%), que policiais que matam devem ser investigados (79%) e que quem atira em alguém por estar muito nervoso deve ser punido (82%).

Uma minuta comentada do pacote anticrime, liberada à Folha depois de pedido com base na Lei de Acesso à Informação (LAI), aponta que Moro não amparou as propostas em evidências, estudos ou boas práticas.

Em lugar disso, Moro destacou indícios de apoio popular a duas medidas: a prisão de condenados em segunda instância e o confisco de bens de criminosos. 

Por outro lado, Sergio Moro é o mais popular e mais bem avaliado ministro do governo Bolsonaro, também de acordo com pesquisa Datafolha.

O ex-juiz federal é conhecido por 93% dos entrevistados e o desempenho dele na pasta é considerado ótimo ou bom por 59% dos brasileiros.

Notícias relacionadas

[PF deflagra 75ª fase da Lava Jato ]
Política

PF deflagra 75ª fase da Lava Jato 

Por Metro1 no dia 23 de Setembro de 2020 ⋅ 08:00 em Política

Os fatos vieram à tona, ainda conforme a PF, após depoimentos de colaboração premiada de lobistas