Política

Reforma da Previdência não é suficiente para crescimento econômico, afirma secretário

Titular da Sefaz-BA, Manoel Vitório avalia ainda que a política de venda de estatais do governo federal não deve resolver a crise financeira do País. 

[Reforma da Previdência não é suficiente para crescimento econômico, afirma secretário]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Juliana Almirante no dia 15 de Abril de 2019 ⋅ 08:48

O titular da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA), Manoel Vitório, declarou, em entrevista à Rádio Metrópole, nesta segunda-feira (15), que a reforma da Previdência e a política de venda de estatais do governo federal não deve resolver a crise financeira do País. 

"(O ministro da Economia) Paulo Guedes está dizendo em vender para diminuir dívida. Enquanto você tiver uma taxa de juros maior do que a taxa de crescimento da economia, você vai ter endividamento. Você pode vender até última joia da coroa, vai abaixar o nosso o endividamento, mas, continuando esse tipo de política, você vai se endividar", apontou. 

Apesar de defender a necessidade de reforma da Previdência, a fim de ajustar as contas públicas, o secretário baiano acredita que o equilíbrio fiscal não será suficiente. 

"Não é a reforma que vai resolver a questão e está se vendendo esse tipo de informação. É condição necessária, mas não é suficiente para estabelecer crescimento econômico. É preciso discutir política econômica", defendeu. 

Notícias relacionadas