Política

General da Secretaria de Governo enfrenta resistência dentro do Planalto

A pressão ocorre após o episódio envolvendo a campanha publicitária do Banco do Brasil

[General da Secretaria de Governo enfrenta resistência dentro do Planalto]
Foto : Marcos Corrêa/PR

Por Matheus Simoni no dia 29 de Abril de 2019 ⋅ 10:40

O ministro Carlos Alberto dos Santos Cruz , da Secretaria de Governo (Segov), virou alvo de críticas da ala ideológica do Palácio do Planalto após o episódio envolvendo a campanha publicitária do Banco do Brasil. Na última semana, o chefe da pasta, que é general, irritou o grupo ao dizer que a Secretaria de Comunicação (Secom), subordinada a ele, errou ao enviar e-mail determinando que as propagandas mercadológicas das estatais sejam aprovadas pelo governo. A medida contraria a legislação vigente.

De acordo com o jornal O Globo, a nova disputa que se desenha no Planalto ocorre após o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ordenar que um comercial do BB fosse retirado do ar. A propaganda, que explora o tema da diversidade, era estrelada por atores e atrizes brancos e negros, jovens tatuados usando anéis e cabelos compridos.

O presidente Bolsonaro afirmou, mesmo após Santos Cruz dizer que intervenções eram indevidas, que não quer “dinheiro público usado dessa maneira” e argumentou que “a massa quer respeito à família.” Na avaliação de auxiliares do presidente que disputam o poder de influência no governo com os militares, o ministro Santos Cruz se intromete em muitas áreas do Executivo e não se alinha às pautas mais conservadoras, bandeiras de campanha de Bolsonaro.

Notícias relacionadas

[PF montou em um dia operação contra Bivar]
Política

PF montou em um dia operação contra Bivar

Por Alexandre Galvão no dia 15 de Outubro de 2019 ⋅ 11:00 em Política

Além da casa de Bivar no Recife e da sede do partido, estão entre os alvos endereços de três ex-candidatas do PSL