Política

'Minha lealdade canina não foi retribuída', diz Nilo sobre Wagner e Rui

Em entrevista à Rádio Metrópole hoje (29), durante o Jornal da Metrópole 2ª Edição, o parlamentar demonstrou um certo arrependimento

['Minha lealdade canina não foi retribuída', diz Nilo sobre Wagner e Rui]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Matheus Simoni e Alexandre Galvão no dia 29 de Abril de 2019 ⋅ 18:46

O deputado federal Marcelo Nilo (PSB) declarou que não teve a retribuição devida pelos serviços prestados aos governadores Jaques Wagner e Rui Costa (ambos do PT) quando ele comandou a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). Em entrevista à Rádio Metrópole hoje (29), durante o Jornal da Cidade 2ª Edição, o parlamentar demonstrou um certo arrependimento.

"Na Assembleia, o projeto chegava em dois minutos e já estávamos votando. Lá eu conhecia", disse Nilo. "Apesar de ser presidente e ter o apoio da oposição, eu era de uma lealdade canina aos governadores Jaques Wagner e Rui Costa. Uma coisa que hoje me arrependi. Minha lealdade canina não foi retribuída", acrescentou o ex-presidente da AL-BA. 

Para ele, faltou consideração por parte de Rui. "O governador Wagner só me apoiou uma vez. Minha lealdade, quando saí, fui tratado como deputado do baixo clero. Passei oito meses sem uma audiência com o governador Rui Costa. Passei quatro horas para ser recebido pelo governador Rui Costa e não fui recebido. O governador não me ajudou em nada. Fui eleito pelo povo da Bahia. Não tenhum nenhuma intimidade, só vou no palácio quando vou com outros deputados", disse o deputado.

Notícias relacionadas