Política

Juíza do DF suspende licitação do STF com menu de 'luxo desnecessário'

Compra incluía medalhões de lagosta e vinhos importados premiados

[Juíza do DF suspende licitação do STF com menu de 'luxo desnecessário']
Foto : Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Por Catarina Lopes no dia 06 de Maio de 2019 ⋅ 18:40

A juíza do Distrito Federal, Solange Salgado, decidiu suspender a compra de R$ 1,13 milhão do Supremo Tribunal Federal (STF), que incluia medalhões de lagosta e vinhos importados com premiação internacional a serem servidos aos integrantes da Corte e convidados. A compra também foi alvo do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU).

O STF já informou que a Advocacia-Geral da União (AGU) entrará com recurso para garantir a licitação. Para a juíza Solange Salgado, esse edital não é "necessário para a manutenção do bom e relevante funcionamento do STF", e que os itens "destoam sobremaneira da realidade socioeconômico brasileira".

Notícias relacionadas