Política

José Dirceu se entrega à Polícia Federal para cumprir pena de mais de oito anos

Prazo para que ele se entregasse terminou às 16h, mas defesa alegou que Dirceu viajou de carro; Justiça do Paraná mandou prender novamente o ex-ministro, depois que o TRF-4 negou recurso da defesa.

[José Dirceu se entrega à Polícia Federal para cumprir pena de mais de oito anos]
Foto : Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Por Aline Reis no dia 18 de Maio de 2019 ⋅ 07:00

Condenado pela segunda vez na Operação Lava Jato, o ex-ministro José Dirceu se entregou à Polícia Federal (PF), em Curitiba, na noite desta sexta-feira (17). Ele foi sentenciado a cumprir uma pena de 8 anos e 10 meses pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Dirceu deveria ter chegado à Superintendência da PF às 16h, prazo estipulado pelo juiz federal Luiz Antonio Bonat. No entanto, como ele viajou de carro de Brasília para Curitiba, acabou se entregando somente após às 21h. Mesmo assim, ele não foi considerado foragido.

Ele foi preso depois de o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negar, por unanimidade, um recurso da defesa que pedia prescrição da pena. Mesmo assim, a defesa do ex-ministro ainda pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Como último recurso, ainda tem a possibilidade de entrar com embargos dos embargos, no próprio TRF-4.

Notícias relacionadas