Política

Bolsonaro volta a chamar manifestante de 'idiota útil' e criticar imprensa

Presidente acusou ainda "alguns" professores de oferecerem "facilidades" para convencer estudantes a participarem de protestos

[Bolsonaro volta a chamar manifestante de 'idiota útil' e criticar imprensa]
Foto : Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 19 de Maio de 2019 ⋅ 08:00

O presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que parte dos estudantes de instituições federais de ensino que foram às ruas protestar contra o bloqueio de verbas para as unidades é "idiota útil" e teceu mais uma vez críticas à imprensa. 

Ele recebeu ontem (18) estudantes de um colégio particular de São Paulo, que disseram estar ali para apoiá-lo.

Um dos estudantes disse que a imprensa supostamente teria deturpado o que ele disse em Dallas, nos Estados Unidos, sobre as manifestações. O presidente então reagiu e disse que de fato ele declarou que uma parte dos estudantes é idiota útil e massa de manobra dos espertalhões de sempre.

No entanto, Bolsonaro voltou a criticar a imprensa dizendo que boa parte dela vive de "desinformar e deturpar", supostamente mostrando o contrario do que acontece.

"Em Dallas, eu falei sim, que eram, faziam lá, uma parte, são idiotas úteis. É verdade, ué. Tô mentindo? O cara, eu vi aí, um pessoal que teve na rua, ouvindo a molecada. 'O que você tá fazendo aqui?' Não sabe de nada", declarou Bolsonaro. Ele não detalhou qual suposto episódio citou.

"Para alguns grupos está difícil a vida. Acabou a teta, né?", afirmou Bolsonaro aos estudantes.

Novamente sem citar nenhum caso que tenha acontecido de fato, o presidente acusou ainda "alguns" professores de oferecerem "facilidades" para convencer estudantes a participarem de protestos.

"É uma minoria que manda na escola. O pessoal fica aí, os professores, alguns, oferecendo ponto, facilidade, aí o cara participa do movimento, nem sabe o que vai fazer na rua", disse.

Notícias relacionadas