Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Com risco de perder MP, Bolsonaro quer manter Coaf com Guedes

Governo quer manutenção da Medida Provisória 870 da maneira como foi aprovada na Câmara

[Com risco de perder MP, Bolsonaro quer manter Coaf com Guedes]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 28 de Maio de 2019 ⋅ 07:00

O porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, declarou ontem (27) à imprensa que a posição de Jair Bolsonaro é defender que o Senado aprove a Medida Provisória 870, que viabiliza a reforma administrativa, da maneira como o texto passou pela Câmara dos Deputados.

Assim, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sairia das mãos de Sérgio Moro (Ministério da Justiça) para Paulo Guedes (Economia).

"O presidente da República já se manifestou favoravelmente a que o Senado Federal mantenha a Medida Provisória 870 da forma como foi aprovada na Câmara. O governo considera que, em grande parte, o texto original foi acatado naquele relatório e agora aguarda o prosseguimento das atividades regimentais daquelas Casas para a conclusão daquela MP", afirmou Barros.

O entendimento do governo se deve à necessidade de agilizar a estruturação dos ministérios, já que a MP perde o prazo no dia 3 de junho.

Notícias relacionadas