Política

Bolsonaro terá de nos aturar por dois anos e vice-versa, diz Alcolumbre

Em entrevista conjunta, Rodrigo Maia ainda afirma que "não é uma questão de escolha" confiar em Bolsonaro como interlocutor

[Bolsonaro terá de nos aturar por dois anos e vice-versa, diz Alcolumbre]
Foto : Jefferson Rudy/Agência Senado

Por Juliana Almirante no dia 10 de Junho de 2019 ⋅ 10:40

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), declarou, em entrevista à Folha, que o presidente Jair Bolsonaro (PSL), terá que aturar ele próprio e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) nos próximos dois anos, assim como o contrário também deve ocorrer.

"Eu não preciso gostar do Bolsonaro nem ele gostar de mim. Mas ele vai ter que me aturar dois anos na presidência do Senado. Eu vou ter que aturar ele dois anos. Ele vai ter que aturar o Rodrigo e o Rodrigo vai ter que aturar ele. Eu quero que a gente consiga conviver esses dois anos pensando no Brasil. A minha fé é muito grande", declarou, em entrevista conjunta com Maia ao site. 

O presidente da Câmara ainda afirma que "não é uma questão de escolha" confiar em Bolsonaro como interlocutor. 

"É obrigação manter, de nossa parte, o bom diálogo com ele. Nas últimas semanas o presidente passou a ter um canal melhor com o Parlamento.Ele é o presidente da República. O Davi foi eleito de forma legítima por seus pares e eu pelos meus. Cada um tem que ter respeito pelo outro. Mesmo que discorde da forma como é feito o diálogo. Mas está dado", afirma Maia. 

Notícias relacionadas